Share: Share on Facebook Share on Twitter Share on LinkedIn I recommend visiting cushmanwakefield.com to read:%0A%0A {0} %0A%0A {1}

Multifamily Properties: conheça mais sobre essa tendência

Guilherme Regal • 5/4/2022
O ano de 2021 mostrou uma recuperação muito forte dos mercados imobiliários globais, com volumes recordes de investimento impulsionados por alta liquidez, sólido crescimento econômico e um ambiente de juros baixos. Um dos setores que se destacou foi o de multifamily, que se beneficiou da crescente demanda dos investidores.

Multifamily properties

Conheça mais sobre o conceito de propriedades multifamily e como anda o cenário para investidores no Brasil.

O que é uma propriedade multifamily?

Multifamily são propriedades com várias unidades residenciais (apartamentos ou casas) pertencentes a um único proprietário, no caso uma empresa. Diferente do habitual, onde cada unidade residencial é adquirida por diferentes proprietários e alugada aos moradores, uma propriedade multifamily pertence a um único dono, o que faz dela um imóvel comercial.

A operação de uma propriedade multifamily costuma ser muito mais organizada e profissional, contando com infraestrutura completa e disponibilidade de serviços, que geralmente inclui mobília, utensílios, itens de cama mesa e banho, limpeza, lavanderia, pacote de entretenimento com internet, streamers e outros.

Mudança no perfil de moradia

Os últimos tempos mudaram a forma como as pessoas enxergam o próprio lar, fazendo com que muitas procurassem residências mais adequadas às suas necessidades. O Projeto Moradia no Mundo Pós Pandemia apontou três tendências de moradias que foram impulsionadas pela Covid-19 com previsão para 5 ou 10 anos, e as propriedades multifamily fazem parte delas. Dessa tendência nascem empreendimentos voltados a moradores especificos, como pequenas famílias, jovens casais, solteiros e outros.

O mercado multifamily no Brasil

Como a maior classe de ativos em termos de investimento em imóveis comerciais nos EUA e em outros mercados desenvolvidos, sendo também mais resiliente durante crises econômicas, o multifamily está ganhando força no setor imobiliário brasileiro.

Inicialmente, através de algumas startups com foco em serviços, agora properties companies e fundos de investimento imobiliário (FIIs) estão aumentando seus investimentos em multifamily no Brasil. Ao final de 2021, os FIIs tinham cerca de R$ 650 milhões sob gestão, e as properties companies estão desenvolvendo mais de 10 mil unidades de unidades.

Cerca de 20% das famílias brasileiras moram em apartamentos alugados, representando mais de 13 milhões de domicílios, dos quais 1 milhão apenas em São Paulo. Há, portanto, uma enorme oportunidade de mercado para institucionalizar o setor que tradicionalmente tem sido de família para família.

Vantagens de investir em propriedades multifamily

• Mais resiliente durante crises econômicas
• Perfil de investimento em crescimento no setor imobiliário brasileiro
• Se beneficia da realocação de setores mais cíclicos

Desafios

Atualmente, um dos principais obstáculos para acelerar o desenvolvimento do setor são os recentes aumentos das taxas de juros do Banco Central, que depois de terem diminuído progressivamente nos últimos 3-4 anos agora estão de volta a 13,75% para desacelerar a inflação. Guilherme Regal, Head de Capital Markets da Cushman & Wakefield, explica que o financiamento desse setor ainda precisa se desenvolver, pois o ambiente legal do crédito imobiliário ainda é mais focado em empréstimos às pessoas físicas, e a dívida corporativa para desenvolvimento é mais cara, o que significa que o mercado está construído principalmente em capital versus dívida.

‘‘À medida que as taxas de juros caem e as captações adicionais por meio de FIIs e outros players aumentarem nos próximos anos, não há dúvida de que o multifamily terá alguns anos brilhantes pela frente no mercado imobiliário brasileiro, especialmente porque se beneficia da realocação de setores mais cíclicos’’, conta.

Outro desafio, que afeta principalmente produtos para classes de menor poder aquisitivo, é que as cidades criaram uma legislação urbanística de incentivo a produção de unidades de interesse social financiadas pelo programa Casa Verde e Amarela, focadas na compra pela população, e precisaria ser adequada para permitir a produção de unidades com foco à locação também.

ARTIGOS APRESENTADOS

WT Morumbi
Artigo • Escritório

O papel do Gerenciamento de Propriedades

Acompanhamos o trabalho do nosso Gestor de Operações e da equipe alocada no Condomínio WT Morumbi, em São Paulo, para entender como o Gerenciamento de Propriedades da Cushman & Wakefield atua na prática.


Stela Hirata • 9/15/2022

NÃO ENCONTROU O QUE PROCURA?

Entre em contato com um de nossos profissionais.

A Cushman & Wakefield utiliza cookies para analisar o tráfego e melhorar a experiência de navegação do usuário neste website. Feche este diálogo para confirmar o seu consentimento, ou visite esta página para saber mais:
Informações Importantes sobre cookies

Mais opções
Concordar e Fechar
These cookies ensure that our website performs as expected,for example website traffic load is balanced across our servers to prevent our website from crashing during particularly high usage.
These cookies allow our website to remember choices you make (such as your user name, language or the region you are in) and provide enhanced features. These cookies do not gather any information about you that could be used for advertising or remember where you have been on the internet.
These cookies allow us to work with our marketing partners to understand which ads or links you have clicked on before arriving on our website or to help us make our advertising more relevant to you.
Agree All
Reject All
SAVE SETTINGS