Share: Share on Facebook Share on Twitter Share on LinkedIn I recommend visiting cushmanwakefield.com to read:%0A%0A {0} %0A%0A {1}

Edifícios boutique: conceito de exclusividade no setor de CRE

Daniel Battistella • 2/6/2024

No mercado imobiliário, a busca por experiências únicas e exclusivas tem levado ao crescimento dos edifícios boutique. 

Esses empreendimentos, que valorizam o design personalizado, a atenção aos detalhes e a experiência, podem ser encontrados em diversas categorias, incluindo hospitalidade, residências, em restaurantes, no varejo e até mesmo no setor de Commercial Real Estate (CRE).

Edificios Boutique

O que são edifícios boutique?
Edifícios boutique são construções que se destacam por sua exclusividade e singularidade. Eles geralmente são menores em escala do que empreendimentos convencionais, mas compensam isso com um foco intenso na qualidade, no design personalizado e no serviço de alto nível. Em essência, eles buscam proporcionar uma experiência memorável e intimista.

Aplicação do conceito de edifícios boutique no CRE
Embora edifícios boutique sejam mais comuns em setores como hospitalidade e residência, eles também encontram aplicação no setor de Commercial Real Estate (CRE).

Daniel Battistella, Diretor Geral de CRE da Cushman & Wakefield, conta que os prédios boutique têm até 20 mil metros quadrados de área locável, enquanto grandes edifícios corporativos podem ter o dobro. Também podem ter itens como pé direito duplo no lobby, arquitetura autoral, fugindo do tradicional espelhado e mais paisagismo.

Em São Paulo, uma cidade com um mercado de imóveis corporativos bastante diversificado, é possível encontrar diversos prédios corporativos com o conceito de edifício boutique. Eles oferecem um ambiente de trabalho exclusivo, com design diferenciado e foco na experiência e atraem empresas que valorizam uma presença exclusiva e sofisticada.

Chamados de Corporate Boutique, estes edifícios são menores em escala, com poucos andares, lajes pequenas e localizações privilegiadas, o que os torna bastante atraentes para redes de coworking, empresas familiares, fintechs e agências de comunicação.

O bairro Itaim, na cidade de São Paulo, é o que mais concentra edifícios desse tipo. Dos sete prédios que levantamos nesse perfil, cinco estão no Itaim. Atualmente o metro quadrado no bairro está em R$ 280,96 para imóveis corporativos de alto padrão custa.

Em resumo, edifícios boutique proporcionam experiências únicas e personalizadas aos ocupantes. Eles são projetados para destacar-se pela qualidade, design e exclusividade, criando assim um ambiente distinto em um mercado imobiliário comercial cada vez mais diversificado.

Novo padrão de ocupação pós-pandemia
A pandemia de COVID-19 teve um impacto significativo nas preferências dos ocupantes de espaços comerciais. Com as mudanças nas dinâmicas de trabalho e a necessidade de maior flexibilidade, muitas empresas e profissionais estão agora buscando escritórios mais bem servidos. Essa mudança no padrão de ocupação está afetando a maneira como os edifícios no setor de Commercial Real Estate (CRE) são projetados e comercializados.

Muitas empresas perceberam que escritórios menores, mas mais bem equipados com tecnologia de ponta, áreas de colaboração de alta qualidade e comodidades de alto padrão, podem atender às demandas de seus colaboradores e clientes. O foco agora está em criar ambientes de trabalho mais eficientes, que promovam a produtividade e o bem-estar.

Os empreendimentos no CRE estão se adaptando a essa tendência e se aproximando mais do conceito de edifício boutique, projetando espaços de escritório mais flexíveis para atender às necessidades específicas dos ocupantes.

À medida que essa busca continua a crescer, os edifícios boutique estão se posicionando como uma escolha atraente para empresas e profissionais que buscam um ambiente de trabalho de alta qualidade, adaptado às novas realidades pós-pandemia.

Esses empreendimentos estão prontos para oferecer espaços que combinam a exclusividade e a qualidade que caracterizam os edifícios boutique com as necessidades emergentes do mercado atual.

ARTIGOS APRESENTADOS

Galpoes_Seguranca
Artigo • Construction

Galpão logístico: gestão de riscos e segurança operacional

Galpões logísticos modernos podem auxiliar na gestão de riscos de forma a garantir a segurança das operações, minimizando potenciais ameaças a sua continuidade.

Eric Ammirati • 5/23/2024
Engenharia
Artigo • Facilities Management

A importância do suporte de Engenharia, SESMT e Suprimentos

Manter uma estrutura corporativa para suporte às operações de FM é parte da nossa estratégia de negócio.

Rodrigo Costev • 5/21/2024

NÃO ENCONTROU O QUE PROCURA?

Entre em contato com um de nossos profissionais.

A Cushman & Wakefield utiliza cookies para analisar o tráfego e melhorar a experiência de navegação do usuário neste website. Feche este diálogo para confirmar o seu consentimento, ou visite esta página para saber mais:
Informações Importantes sobre cookies

Mais opções
Concordar e Fechar
These cookies ensure that our website performs as expected,for example website traffic load is balanced across our servers to prevent our website from crashing during particularly high usage.
These cookies allow our website to remember choices you make (such as your user name, language or the region you are in) and provide enhanced features. These cookies do not gather any information about you that could be used for advertising or remember where you have been on the internet.
These cookies allow us to work with our marketing partners to understand which ads or links you have clicked on before arriving on our website or to help us make our advertising more relevant to you.
Agree All
Reject All
SAVE SETTINGS