Share: Share on Facebook Share on Twitter Share on LinkedIn I recommend visiting cushmanwakefield.com to read:%0A%0A {0} %0A%0A {1}

Cushman & Wakefield gerencia mais de 600 mil m² em condomínios logísticos da Golgi

Stela Hirata • 3/24/2023

A parceria entre a Cushman & Wakefield e a Golgi, proprietária e desenvolvedora de condomínios logísticos, teve início em 2018. Em 2021, após uma mudança na forma de trabalhar, a relação entre contratada e contratante passou a ser ainda mais próxima.

_Golgi_PM

São 13 imóveis logísticos da Golgi onde a Cushman Wakefield atua com Gerenciamento de Propriedade e um orçamento anual de cerca de R$ 7 milhões. Os ativos estão localizados nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Brasília e Rio de Janeiro.

9 galpões monousuário integram o contrato, que contempla toda a administração do condomínio, financeiro, orçamentos, administração de licenças, atestados, manutenção dos parques, etc, além de visitas periódicas. Nos 4 galpões multiusuário, além de todo o escopo descrito, há equipe dedicada no local.

Cezar Calabró, Gerente de Portfólio de Operação, conta que a atuação da Cushman & Wakefield tem como objetivo desenvolver serviços de excelência para os ocupantes e valorizar o patrimônio dos clientes: ‘‘Em 2021 entramos com um novo modelo de trabalho com a Golgi, onde fizemos uma otimização de equipes para aproximar ainda mais a gestão’’, conta.

Ele relata que os primeiros 6 meses foram essenciais para a adaptação do trabalho e da equipe: ‘‘De lá para cá o relacionamento ficou bem mais próximo e a administradora se tornou o braço direito do proprietário. Hoje são cerca de 9 colaboradores trabalhando exclusivamente para a Golgi’’ diz.

Além disso, a Cushman & Wakefield constantemente presta serviços de Project Development para a proprietária, como Gerenciamento de Projetos e Obras e a Consultoria em Sustentabilidade voltada a obtenção de certificações.

Atualmente os condomínios operam com o que há de mais tecnológico no mercado em relação a infraestrutura, segurança e tecnologia, incluindo sistema de acesso digital que faz a liberação antecipada dos veículos e motoristas.

Preocupação com as questões ESG
Preocupada em ser cada vez mais sustentável, a Golgi tem se atentado as questões ambientais, sociais e de governança – ESG.
Nos condomínios é possível encontrar estação de tratamento de esgoto, áreas de preservação permanente e áreas de apoio aos motoristas e colaboradores, como vestiários e restaurantes.

Alguns empreendimentos como o Golgi Jundiaí, por exemplo, já possuem certificação LEED e EDGE, o que, em um futuro próximo, deve se estender para os demais. Clique aqui e veja detalhes do processo de certificação.

Ocupantes
Entre os ocupantes estão empresas de diversos segmentos, grande parte que atuam no comércio eletrônico. Supermercados, frigoríficos, móveis, pisos e decoração são algumas delas.

ARTIGOS APRESENTADOS

FM Pilares
Artigo • Facilities Management

Facility Management: pilares da implementação e gestão assertivas

Ao atuar em qualquer área do mercado imobiliário, o conhecimento e o domínio técnico são de grande importância para atingir os melhores resultados e buscar a melhoria contínua.

Rodrigo Costev • 11/7/2023
Facilities Padroes
Artigo • Facilities Management

Gerenciamento de facilities: como criar padrões?

O Gerenciamento de facilities tem como foco diário manter em condições ideais de operação grandes edificações como complexos multiúso, shopping centers, condomínios, escolas, lojas, agências bancárias, lajes corporativas, parques/clubes de lazer, etc.

Rodrigo Costev • 9/5/2023
Facilities Missao Critica
Artigo • Facilities Management

Gerenciamento de Facilities para Missão Crítica

Ambientes de missão crítica referem-se a setores e infraestruturas nos quais a continuidade operacional é essencial para a segurança, saúde e economia.

Rodrigo Costev • 8/22/2022

NÃO ENCONTROU O QUE PROCURA?

Entre em contato com um de nossos profissionais.

A Cushman & Wakefield utiliza cookies para analisar o tráfego e melhorar a experiência de navegação do usuário neste website. Feche este diálogo para confirmar o seu consentimento, ou visite esta página para saber mais:
Informações Importantes sobre cookies

Mais opções
Concordar e Fechar
These cookies ensure that our website performs as expected,for example website traffic load is balanced across our servers to prevent our website from crashing during particularly high usage.
These cookies allow our website to remember choices you make (such as your user name, language or the region you are in) and provide enhanced features. These cookies do not gather any information about you that could be used for advertising or remember where you have been on the internet.
These cookies allow us to work with our marketing partners to understand which ads or links you have clicked on before arriving on our website or to help us make our advertising more relevant to you.
Agree All
Reject All
SAVE SETTINGS

A parceria entre a Cushman & Wakefield e a Golgi, proprietária e desenvolvedora de condomínios logísticos, teve início em 2018. Em 2021, após uma mudança na forma de trabalhar, a relação entre contratada e contratante passou a ser ainda mais próxima.

_Golgi_PM

São 13 imóveis logísticos da Golgi onde a Cushman Wakefield atua com Gerenciamento de Propriedade e um orçamento anual de cerca de R$ 7 milhões. Os ativos estão localizados nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Brasília e Rio de Janeiro.

9 galpões monousuário integram o contrato, que contempla toda a administração do condomínio, financeiro, orçamentos, administração de licenças, atestados, manutenção dos parques, etc, além de visitas periódicas. Nos 4 galpões multiusuário, além de todo o escopo descrito, há equipe dedicada no local.

Cezar Calabró, Gerente de Portfólio de Operação, conta que a atuação da Cushman & Wakefield tem como objetivo desenvolver serviços de excelência para os ocupantes e valorizar o patrimônio dos clientes: ‘‘Em 2021 entramos com um novo modelo de trabalho com a Golgi, onde fizemos uma otimização de equipes para aproximar ainda mais a gestão’’, conta.

Ele relata que os primeiros 6 meses foram essenciais para a adaptação do trabalho e da equipe: ‘‘De lá para cá o relacionamento ficou bem mais próximo e a administradora se tornou o braço direito do proprietário. Hoje são cerca de 9 colaboradores trabalhando exclusivamente para a Golgi’’ diz.

Além disso, a Cushman & Wakefield constantemente presta serviços de Project Development para a proprietária, como Gerenciamento de Projetos e Obras e a Consultoria em Sustentabilidade voltada a obtenção de certificações.

Atualmente os condomínios operam com o que há de mais tecnológico no mercado em relação a infraestrutura, segurança e tecnologia, incluindo sistema de acesso digital que faz a liberação antecipada dos veículos e motoristas.

Preocupação com as questões ESG
Preocupada em ser cada vez mais sustentável, a Golgi tem se atentado as questões ambientais, sociais e de governança – ESG.
Nos condomínios é possível encontrar estação de tratamento de esgoto, áreas de preservação permanente e áreas de apoio aos motoristas e colaboradores, como vestiários e restaurantes.

Alguns empreendimentos como o Golgi Jundiaí, por exemplo, já possuem certificação LEED e EDGE, o que, em um futuro próximo, deve se estender para os demais. Clique aqui e veja detalhes do processo de certificação.

Ocupantes
Entre os ocupantes estão empresas de diversos segmentos, grande parte que atuam no comércio eletrônico. Supermercados, frigoríficos, móveis, pisos e decoração são algumas delas.